O Segredo de Umami

“Eat Deliciously!” - as palavras mágicas que lançaram mais de um século de inovação alimentar

Tempo de leitura: 4 minutos

O que o curry de katsu e o burrito de sushi têm em comum? Ambos são embalados com umami, é claro. E ambos são exemplos de cozinha de fusão, uma tendência alimentar global crescente que veio para definir como comemos nos 21 anos.st século, de Los Angles a Londres a Tóquio.

No entanto, as origens do curry katsu são mais antigas do que se possa imaginar. Uma suculenta costeleta de carne à milanesa de estilo europeu servida com curry indiano picante e arroz branco japonês simples, este prato saboroso data do final dos anos 1800, quando o Japão estava se abrindo para o Ocidente e estrangeiros se aglomeravam lá para comércio e turismo. Atendendo a esse mercado novo e rico, os japoneses aprenderam a cozinhar comida ocidental e logo começaram a adaptá-la ao seu gosto. Essa culinária de fusão Leste-Oeste gradualmente abriu caminho dos menus de restaurantes de especialidades exclusivas para as mesas de jantar dos japoneses comuns.

Também pela primeira vez, os japoneses estavam viajando para o exterior. Um deles foi Kikunae Ikeda, um jovem químico brilhante que, em 1899, passou um ano fazendo pesquisas na Alemanha. O Dr. Ikeda foi motivado por suas experiências em elevar a dieta japonesa aos padrões ocidentais e, ao retornar ao Japão, identificou o umami, o quinto sabor, ao analisar os componentes do sabor da alga kombu. Em 25 de julho de 1908, ele obteve a patente de AJI-NO-MOTO® tempero, ou glutamato monossódico, derivado do trigo. O novo tempero rapidamente ganhou aceitação em todo o mundo.

Dr. Kikunae Ikeda, descobridor do gosto de Umami

Dr. Kikunae Ikeda e o ácido glutâmico extraído do kombu

Como o Dr. Kikunae Ikeda descobriu o umami

Nessa época, a industrialização estava trazendo grandes mudanças para o Japão. Com os maridos cada vez mais empregados fora de casa em escritórios e fábricas, as esposas assumiram maior responsabilidade por cozinhar refeições nutritivas e econômicas, muitas vezes auxiliadas por modernos eletrodomésticos e utensílios de cozinha. Surgiram escolas e revistas de culinária para divulgar métodos e receitas. AJI-NO-MOTO® abriu um mundo de possibilidades deliciosas e que economizam tempo. Em 1910, a empresa publicou o que poderia ser chamado de "manual de instruções" intitulado Oishiku Meshiagare!- “Coma deliciosamente!” Em 18 páginas, ele elogiou os benefícios de segurança e saúde do novo tempero e detalhou sua capacidade de tornar os alimentos mais saborosos, levando a uma nutrição aprimorada.

O "manual de instruções" intitulado Oishiku Meshiagare! - "Coma deliciosamente!" foi publicado há cerca de 110 anos.

Por dentro de Oishiku Meshiagare!

Hoje, entendemos muito mais sobre umami. A importância do glutamato - não apenas para o paladar, mas também para o bem-estar nutricional e fisiológico - está sendo demonstrada cada vez mais por meio de nossas pesquisas recentes. Sabemos que vários alimentos consumidos em todo o mundo contêm não apenas glutamato, mas também inosinato e guanilato, três substâncias que ativam os receptores umami na língua. E nosso mundo está mais uma vez em transição. Os dispositivos móveis estão mudando como e o que comemos, desde comida caseira até comida para viagem. Temos ingredientes e cozinhas mais variados para escolher, fácil acesso a informações e um melhor entendimento sobre nutrição. A mídia social nos permite compartilhar receitas online com pessoas do outro lado do mundo. E, conforme as dietas se tornam mais sustentáveis ​​e baseadas em plantas, AJI-NO-MOTO® está nos ajudando a comer mais deliciosamente do que nunca.

É por isso que, em homenagem ao nosso passado, o Grupo Ajinomoto lançou o Projeto Oishiku Meshiagare para ajudar as pessoas a desfrutar e compartilhar refeições fáceis, acessíveis, balanceadas e saudáveis ​​todos os dias.

Aprender mais:


Histórias que você pode gostar