Vacas e pessoas mais felizes: como o AjiPro®-L aumenta a produção de leite

Leite de vaca. Despejamos sobre a tigela de cereal matinal. Nós o adicionamos ao nosso chá ou café. Ele entra em panquecas, waffles e todo tipo de assados, sem mencionar manteiga, iogurte e chocolate. Todo ano, nós, humanos, consumimos mais. Até 2030, a demanda deverá aumentar em mais de um terço. Infelizmente, a indústria de laticínios e outras formas de criação de gado contribuem para o aquecimento global através das emissões de metano e da produção de alimentos. A matemática é simples: quanto mais vacas, maior o fardo do planeta.

Com uma boa nutrição, uma vaca leiteira pode produzir mais de nove mil litros de leite anualmente. Depois que as vacas dão à luz, como acontece uma vez por ano, em média, a produção de leite aumenta, mas o apetite diminui. Isso significa que as vacas leiteiras têm problemas para obterem os nutrientes que seus corpos necessitam para apoiar o aumento da produção de leite. Um desses nutrientes essenciais é o aminoácido lisina, que os animais usam para sintetizar proteínas e processar outros aminoácidos. As vacas precisam de lisina para produzir leite.

Assim como os seres humanos, as vacas podem receber suplementos alimentares para fornecer os nutrientes que lhes faltam. Mas estes devem ser adaptados à fisiologia bovina - em outras palavras, aos corpos das vacas. O pó de lisina comum é bom para animais com apenas um estômago, como porcos, galinhas e, sim, humanos. Mas as vacas têm quatro estômagos. A maior parte do pó simplesmente se decompõe no primeiro estômago, o rúmen, sem ser absorvido pelo organismo. Para garantir que chegue onde deveria, o suplemento de lisina precisa de uma barreira especial.

Pesquisadores do Grupo Ajinomoto desenvolveram uma maneira de imitar o ambiente do trato digestivo bovino, permitindo a triagem de protótipos de suplementos em laboratório, em vez de testá-los em vacas reais, economizando tempo. Essa inovação resultou no desenvolvimento do AjiPro®-L, que foi introduzido em 2011. O suplemento consiste em grânulos de lisina revestidos com uma camada de óleo vegetal hidrogenado como barreira, o que permite que a lisina atinja o intestino delgado da vaca e seja absorvida com eficiência .

Garantir que as vacas obtenham os nutrientes de que precisam também beneficia os consumidores, porque as proteínas do leite contêm todos os nove aminoácidos que nosso corpo necessita. Também beneficia os agricultores, ajudando as vacas a produzirem mais leite. Talvez o mais importante de tudo seja o fato de beneficiar o planeta, reduzindo a pegada ambiental da pecuária leiteira e mitigando as mudanças climáticas. Agora isso é o suficiente para fazer vacas e pessoas felizes.

ENCONTRE MAIS


Histórias que você pode gostar